Devocionais
Cantando os decretos de Deus (Salmos 119:54)

"Os teus decretos são o tema da minha canção em minha peregrinação." (Salmos 119:54)

Como é bom entoar louvores ao Senhor! A Bíblia afirma que Deus habita entre os louvores do seu povo. Mas será que Deus tem habitado, entre alguns cânticos, que temos entoado em nossas reuniões?

No Salmo 119:54, o salmista afirma que os estatutos, ou decretos de Deus, são o tema da sua canção, ou seja, ele está afirmando que os seus cânticos, são exatamente a lei do Seu Deus. E isso, ele o fazia com prazer. Mediante esta afirmação, eu faço uma pergunta: os nossos cânticos são os decretos de Deus?

Infelizmente, a maioria dos nossos cânticos atuais, falam de Deus, mas apenas de um Deus que parece estar a serviço do homem, para resolver os seus problemas, medos, frustrações, colocá-lo no palco para brilhar e devolver-lhe algo, que supostamente entende-se que foi perdido. Cânticos egoístas e interesseiros, que massageiam o ego do homem, e reduzem Deus a uma espécie de gênio da lâmpada, pronto a realizar os nossos desejos.

Precisamos urgentemente voltar a fazer dos decretos de Deus a nossa canção! O cântico de louvor que agrada a Deus é aquele que lhe dá a devida glória, glória esta, que Ele não divide com ninguém. Os nossos cânticos precisam exaltar a Deus como Ele merece, e mostrar cada vez mais a nossa condição de homem, pecador, falho, limitado e dependente das misericórdias do Senhor!

Rejeitemos todo o cântico que não dê a devida glória a Deus! Rejeitemos qualquer cântico que não reconheça a nossa condição de inferioridade! Vamos analisar os nossos cânticos sob a luz da Palavra de Deus, para que os decretos de Deus, também sejam, a nossa canção!

COLABORAÇÃO: Presbítero Rogério Manzani

Publicado neste site em 25/11/2013

 

Igreja Assembléia de Deus - Ministério de São Miguel Paulista. Todos os direitos reservados.